Para quem pensa cometer um suicídio sem dor, alertamos que o suicida não o fará sem dor, muita dor.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Com afeto: mais vida, menos sofrimento


Com afeto: mais vida, menos sofrimento


O afeto e sua importância na diminuição do risco do suicídio

O psiquiatra Carlos Braz Saraiva realçou esta quarta-feira a importância do afeto na prevenção dos suicídios, que têm aumentado entre os portugueses nos últimos anos, segundo informa a agência Lusa.

“A subida das taxas de suicídio, em Portugal, vem desde o princípio do século XXI”, afirmou o responsável pela consulta de prevenção do suicídio dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC).

Braz Saraiva falava numa conferência de imprensa, destinada a apresentar o programa comemorativo dos 20 anos de existência daquela consulta, que começa na sexta-feira, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, com um ciclo de cinema temático que se prolonga até 25 de Maio.

O professor universitário disse que o índice actual de suicídios em Portugal é ligeiramente superior a 10 por 100 mil habitantes em cada ano.

Se houver mais afeto, o risco diminui”, disse, defendendo a importância de “criar proximidades e alternativas” para minimizar os comportamentos suicidários.

Carlos Braz Saraiva sublinhou, ainda, que 90 por cento das crises suicidárias estudadas, desde 1992, pela equipe de seis médicos voluntários que asseguram a consulta de prevenção do suicídio dos HUC, acabam "por serem superadas em um mês”.

“Estudamos, nestes anos, aquilo que se chama crise suicidária”, assumindo particular “interesse pela narrativa do sofrimento” dos pacientes, que são encaminhados para a consulta a partir das urgências dos HUC (agora integrados no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, CHUC).

Nesta consulta de subespecialização, foram observados “mais de mil doentes” desde o início.

Além da assistência às pessoas com comportamentos suicidários, consulta criada por Braz Saraiva visa também a investigação científica e a realização de sessões em escolas no âmbito da prevenção.

A comemoração do 20.º aniversário da consulta de prevenção do suicídio “vai marcar o ano de 2012 com uma série de iniciativas”, salientou o presidente do conselho de administração do CHUC, José Martins Nunes.

Celebrando o acontecimento, “queremos dar o realce que a consulta merece”, disse, por seu turno, António Reis Marques, diretor do Serviço de Psiquiatria dos HUC.

3/5/2012
Fonte: http://www.rcmpharma.com/actualidade/saude/03-05-12/suicidio-afectos-sao-importantes-para-diminuir-o-risco
Nota: Adaptado ao português brasileiro por nós.