Para quem pensa cometer um suicídio sem dor, alertamos que o suicida não o fará sem dor, muita dor.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

SUICÍDIO, TERRÍVEL ENGANO.



O PRIMEIRO DOS DIREITOS NATURAIS DO HOMEM É O DE VIVER.
O PRIMEIRO DEVER É O DE DEFENDER O PRIMEIRO DIREITO. 

VISÃO ESPÍRITA DO SER HUMANO:

REENCARNAÇÃO / HOMEM / DESENCARNAÇÃO
                MATERIALIDADE
                    TEMPO 
                ESPIRITUALIDADE

Por contingência própria da humanidade terrena, seu processo evolutivo impõe a necessidade das experiências reencarnatórias, através das quais assimila virtudes e descarta imperfeições.

Para tal, o Espírito deixa temporariamente o mundo primitivo - o dos Espíritos - para um estágio vivencial na materialidade que precisa dominar, conforme planejamento em seu benefício. Essa programação genérica, cuja execução depende unicamente da vontade do executor, estabelece inclusive uma carga potencial de vitalidade para o organismo físico e, por conseqüência, um cronograma para o estágio na temporalidade material.

Qualquer alteração nesse planejamento, sem anuência da direção superior da vida, reduzindo o tempo de vivência terrena, deve ser qualificado de suicídio, o que equivale grave transgressão das leis divinas.

A incredulidade, a simples dúvida sobre o futuro, as idéias materialistas, numa palavra, são os maiores excitantes ao suicídio: elas dão a covardia moral.” (Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. V, item 16) 

VISÃO ESPÍRITA DO SUICÍDIO 

- O homem tem o direito de dispor da sua própria vida? 
R- Não, só Deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei. 

- O suicídio não é sempre voluntário? 
R- O louco que se mata não sabe o que faz. 

- O suicídio que tem por objetivo escapar à vergonha de uma ação má é tão repreensível como o que é causado pelo desespero?
R- O suicídio não apaga a falta, ao contrário, haverá duas em lugar de uma. Quando se teve a coragem de fazer o mal, é preciso ter a de suportar suas conseqüências. Deus julga e, segundo a causa, pode, algumas vezes, diminuir seus rigores. 

NOTA DE KARDEC:

“Aquele que tira a própria vida para fugir à vergonha de uma ação má, prova que se prende mais à estima dos homens que à de Deus.”

"Um momento de rebeldia põe um destino em perigo, assim como diminuto erro de cálculo ameaça a estabilidade dum edifício inteiro." 
(Gúbio - LIBERTAÇÃO, p. 160)

"Aprende, de uma vez para sempre, que és imortal e que não será pelos desvios temerários do suicídio que a criatura humana encontrará o porto da verdadeira felicidade..."
(Camilo Castelo Branco in MEMÓRIAS DE UM SUICIDA - psicografia de Yvone A . Pereira, p. 568)

NADA JUSTIFICA O SUICÍDIO.

MORRER NA HORA CERTA É SEMPRE MELHOR !

CAUSAS PRINCIPAIS:

1. Falta de fé
2. Orgulho = sentimentos feridos
3. Loucura
4. Solução para problemas
5. Obsessão
6. Fraqueza moral

REMÉDIOS RECOMENDADOS:

1. paciência + resignação
2. certeza da vida futura
3. confiança em Deus

CONSEQÜÊNCIAS:

“As conseqüências do suicídio são muito diversas: não há penas fixadas e, em todos os casos, são sempre relativas às causas que provocaram. Mas uma conseqüência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento. De resto, a sorte não é a mesma para todos: depende das circunstâncias. Alguns expiam a sua falta imediatamente, outros em uma nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam.” (LE, questão 957) 

SUICÍDIO INDIRETO: 

“ O suicídio não consiste somente no ato voluntário que produz a morte instantânea; está também em tudo o que se faz, em conhecimento de causa, que deve apressar, prematuramente, a extinção das forças vitais.” (Allan Kardec – O CÉU E O INFERNO, 2 P, Cap. 5, p. 263) 

TAMBÉM SUICIDAS:

“São, também, suicidas, os sexólatras inveterados, os viciados deste ou daquele teor, os que ingerem altas cargas de tensão, os que se envenenam com o ódio e se desgastam com as paixões deletérias, os glutões e ociosos, os que cultivam o pessimismo e as enfermidades imaginárias...”  (Joanna De Ângelis – APÓS A TEMPESTADE, p. 100) 

CIRCUNSTÂNCIAS REFLEXAS:
  
“(...) quando torna a merecer o prêmio de um novo corpo carnal na Esfera Humana, dentre as provas que repetirá, naturalmente se inclui a extrema tentação ao suicídio na idade precisa em que abandonou a posição de trabalho que lhe cabia (...) ANDRÉ LUIZ - Ação e Reação, p. 93

FONTES:
- O LIVRO DOS ESPÍRITOS:

CONFRARIA  DO CONSOLADOR
Difundindo o Espiritismo



Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/imortalidade-da-alma/suicidio-terrivel-engano/#ixzz1eUgWfPn9